Municípios japoneses se preparam para vacinar residentes estrangeiros

Municípios japoneses com grandes populações de residentes estrangeiros estão planejando oferecer serviços de intérprete para auxiliar tais residentes nos postos de vacinação contra o coronavírus.

Há uma população de cerca de 7.300 estrangeiros com origem em mais de 80 países e territórios na cidade de Yamato, localizada na província de Kanagawa, nas proximidades de Tóquio. A cidade planeja iniciar em junho em um dos seus postos os serviços para 20 idiomas, depois de concluídas as inoculações dos cidadãos idosos. Residentes estrangeiros que quiserem fazer uso do serviço de intérprete precisarão fazer reservas.

Em Ayase, cidade vizinha, moradores estrangeiros representam cerca de 5% da população, a maior taxa entre todas as cidades de Kanagawa. Funcionários da prefeitura planejam usar como idioma o japonês simplificado nos bilhetes de vacinação e nos panfletos anexados que incluirão orientações. Os funcionários informam que vão usar tablets nos locais de vacinação para possibilitar que estrangeiros consultem médicos virtualmente através de intérpretes.