NHK Responde: O que é a vacina de mRNA?

A NHK responde a perguntas dos ouvintes sobre o novo coronavírus. Nesta edição, trazemos até vocês a oitava parte da nossa série sobre vacinação. Desta vez, vamos saber mais a respeito da “vacina de mRNA” ou RNA mensageiro.

Uma “vacina à base de genes”, que contém cadeias de material genético do novo coronavírus, foi comercializada. No dia 17 de fevereiro, o Japão deu início ao seu programa de vacinação contra a Covid-19 empregando a vacina desenvolvida conjuntamente pelas companhias farmacêuticas Pfizer, dos Estados Unidos, e BioNTech, da Alemanha. Este imunizante e um outro desenvolvido pela Moderna, também dos Estados Unidos, são “vacinas de mRNA” que contêm material genético.

A vacina funciona através da injeção no corpo humano de “mRNA”, ou RNA mensageiro, que inclui informações genéticas das “proteínas spike” presentes na superfície do vírus. O “mRNA” serve como um esquema dentro da célula humana para a produção de proteínas spike.

O sistema imunológico do organismo começa a trabalhar para criar numerosos anticorpos contra as proteínas spike. Esses anticorpos montam imediatamente um ataque quando um vírus de verdade entra no organismo.

No entanto, o mRNA não tem estabilidade e quando injetado na forma de vacina acaba se dissolvendo em seguida e não permanece no organismo. Por outro lado, fala-se que a vacina de RNA mensageiro é altamente segura porque ela não penetra no núcleo da célula que contém o gene humano.

Estas informações são referentes ao dia 17 de fevereiro. Elas também estão disponíveis no site da NHK WORLD-JAPAN na internet e nas redes sociais da NHK.