Irã notifica AIEA que bloqueará inspeções-relâmpago a partir de terça-feira

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) foi notificada pelo Irã de que o país vai bloquear inspeções-relâmpago conduzidas pelo organismo a partir da próxima terça-feira.

A AIEA declarou terça-feira à NHK ter sido informada pelo Irã de que o país suspenderá este tipo de inspeção em suas instalações nucleares, previsto no acordo firmado com grandes potências em 2015.

A AIEA anunciou que o diretor-geral do órgão de supervisão nuclear, Rafael Grossi, poderá ir ao Irã negociar uma continuidade da cooperação de Teerã.

O governo do Irã vinha advertindo que, a menos que os Estados Unidos suspendessem sanções impostas ao país, deixaria de cumprir o protocolo adicional do acordo nuclear, que autoriza inspeções sem aviso prévio e outras atividades de verificação pelo organismo mundial.

O impedimento das inspeções dificultará a verificação pela agência do programa nuclear iraniano e o seu possível uso para fins militares.

A iniciativa de Teerã é vista como forma adicional de pressão para que o governo Biden suspenda sanções impostas ao país pelo seu antecessor na Casa Branca, Donald Trump.