Japão irá implementar 15 minutos de observação após inoculação contra Covid-19

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão irá pedir aos governos municipais que monitorem o estado de saúde das pessoas que receberem a vacina para o coronavírus por pelo menos 15 minutos após a inoculação.

A decisão foi tomada na segunda-feira durante uma reunião com especialistas que estão aconselhando o ministério. De acordo com a pasta, desde o dia 18 de janeiro, uma em cada 200.000 inoculações com a vacina da Pfizer nos Estados Unidos causou uma reação alérgica severa, conhecida como anafilaxia. Em 90% dos casos, a reação ocorreu dentro de 30 minutos.

Em resposta a esta constatação, o ministério irá requisitar que seja observado um período de pelo menos 15 minutos de monitoramento para a população geral e 30 minutos para pessoas que tenham tido uma reação alérgica severa no passado. Um atendimento emergencial será administrado imediatamente às pessoas que apresentarem sintomas de anafilaxia.

O ministério também determinou que pessoas com 16 anos de idade ou mais, excluindo mulheres grávidas, devem se esforçar para tomar a vacina. Será pedido a mulheres grávidas que se consultem com seus médicos sobre a vacinação por causa da falta de informações de testes sobre seu efeito nos fetos e nas mães tanto no Japão quanto internacionalmente.