Painel ministerial japonês aprova vacina da Pfizer contra o coronavírus

Um painel de especialistas do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão aprovou uma vacina contra o coronavírus desenvolvida em conjunto por uma farmacêutica americana, Pfizer, e sua parceira alemã, BioNTech.

O painel de especialistas efetuou a decisão durante uma reunião no início da noite de sexta-feira depois de analisar resultados sobre a eficácia e a segurança da vacina. Fontes informam que a decisão teve parcialmente como base um ensaio clínico realizado no país com pacientes japoneses e que demonstrou um aumento em anticorpos neutralizantes.

Acredita-se que o ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social, Tamura Norihisa, vai conceder, provavelmente no domingo, a autorização formal da vacina como a primeira no país contra o coronavírus. O governo japonês planeja iniciar a inoculação de profissionais da saúde em meados da próxima semana.

De acordo com o contrato com o governo japonês, a Pfizer deve fornecer ao Japão doses suficientes da vacina para 72 milhões de pessoas até o final de 2021. O primeiro lote enviado de tais doses da vacina chegou na sexta-feira ao Aeroporto de Narita, nas proximidades de Tóquio.