Policiais e militares invadem sede do partido político de Aung San Suu Kyi em Mianmar

Policiais e militares em Mianmar invadiram a sede do partido político de Aung San Suu Kyi.

A ação ocorreu após grandes protestos em cidades birmanesas, incluindo Naypitaw e Yangún, por causa do golpe militar e da detenção da líder de fato do país na semana passada.

Segundo fontes ligadas à Liga Nacional pela Democracia (NLD, na sigla em inglês), não havia ninguém dentro do escritório da sigla em Yangún durante a invasão de terça-feira à noite. Elas acrescentaram que o local foi revirado.

Observadores dizem que a invasão fazia parte dos esforços dos militares para sustentar sua alegação de que a eleição geral de novembro do ano passado foi fraudulenta. A NLD obteve uma vitória esmagadora, mas os militares contestam o resultado.

Os observadores dizem ainda que a invasão pode ter também o objetivo de manter o partido sob controle, já que seus membros apelaram à comunidade internacional por apoio.

Uma mulher que participou de uma manifestação na capital birmanesa Naypitaw, na terça-feira, permanece em coma após ter sido baleada na cabeça.