Estado de emergência deverá continuar em vigor nas regiões de Tóquio e Osaka

O governo japonês está propenso a considerar que será difícil suspender no momento o estado de emergência na região metropolitana de Tóquio e na área de Kansai.

O estado de emergência estava previsto para terminar no último domingo, dia 7 de fevereiro, mas foi estendido por mais um mês em Tóquio, Osaka e outras oito províncias.

O governo planeja fazer algumas alterações em seu plano básico de respostas de acordo com a legislação revisada de medidas especiais contra o coronavírus, após ouvir opiniões de especialistas na sexta-feira. A legislação entrará em vigor no sábado. Também considera a possibilidade de suspender o estado de emergência em algumas regiões.

A governadora de Tóquio, Koike Yuriko, afirmou que a situação não permite que a medida seja suspensa. Por sua vez, o governador de Osaka, Yoshimura Hirofumi, deu a entender que sua província decidirá se pede ao governo central a suspensão do estado de emergência na próxima semana.

Algumas pessoas do governo central dizem que é possível levar em consideração a suspensão da medida nas províncias de Aichi, Gifu e Fukuoka, já que o número de novos casos tem diminuído continuamente nessas áreas.