Comitê Organizador de Tóquio irá discutir comentário controverso feito por seu presidente

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio irá ouvir a opinião de seus membros de mais alto escalão sobre os comentários controversos feitos pelo seu presidente, Mori Yoshiro.

Na semana passada, Mori declarou que reuniões de diretoria que contam com a presença de mulheres levam muito tempo porque elas falam demais. Ele posteriormente se retratou e pediu desculpas, mas recebeu uma avalanche de críticas tanto de dentro quanto de fora do Japão. Cerca de 390 voluntários para os jogos já revogaram sua participação.

O comitê agora planeja realizar uma sessão conjunta entre a diretoria e o conselho, com data preliminar para ocorrer nesta sexta-feira. O próprio presidente do Comitê Organizador deve participar da reunião.

Enquanto isso, mais de 130.000 pessoas já assinaram uma petição online em protesto aos comentários de Mori. Três mulheres na casa dos 20 anos de idade criaram a petição na quinta-feira da semana passada logo após ele ter feito a declaração.

A petição já tinha sido assinada por mais de 135.000 pessoas até as 17:00 horas de segunda-feira. As organizadoras afirmam que os comentários de Mori revelam um preconceito e uma discriminação contra as mulheres que são inaceitáveis.