Rússia inicia vacinação em ilhas reivindicas pelo Japão

A Rússia tem promovido a vacinação contra o coronavírus em Kunashiri e Shikotan, parte dos Territórios do Norte, que incluem ainda outras duas ilhas. A Rússia controla as quatro ilhas. O Japão as reivindica. O governo japonês afirma que as ilhas foram ocupadas ilegalmente depois da Segunda Guerra Mundial.

Autoridades médicas nas ilhas afirmam que mais de 200 pessoas, dentre a população total de cerca de 12 mil, foram infectadas pelo vírus.

Hospitais têm recebido moradores com reservas diariamente para a aplicação de vacinas de fabricação russa sob um programa lançado pelo governo regional da Sacalina em dezembro.

O diretor de uma clínica em Kunashiri afirmou que cerca de 270 pessoas das duas ilhas receberam a primeira dose. Ele enfatizou a importância da imunização entre a população em ilhas remotas.

O governo regional instalou equipamentos de tomografia computadorizada e de medição dos níveis de oxigênio no sangue em Kunashiri. Também planeja construir um novo hospital em 2023.

Melhoras no sistema de saúde em ilhas remotas são parte de um plano do governo do presidente Vladimir Putin para aumentar a população em tais regiões.

O domingo marca o “Dia dos Territórios do Norte” no Japão. O país busca resolver a questão e alcançar um tratado de paz com a Rússia através de negociações.