Governadores japoneses debatem medidas contra o coronavírus

Governadores de províncias japonesas se reuniram virtualmente no sábado após a prorrogação do estado de emergência em razão do coronavírus. Alguns sugeriram que a suspensão da declaração deveria ocorrer em fases.

O governo central prorrogou o estado de emergência até o dia 7 de março para 10 províncias, incluindo Tóquio, Osaka e Kanagawa.

O governador de Kanagawa, Kuroiwa Yuji, declarou que a lei revisada de medidas especiais contra o coronavírus, que passa a vigorar na próxima semana, deveria ser aplicada com prudência. Ele pediu ao governo central por orientações sobre as ordens e as multas estipuladas.

O governador de Osaka, Yoshimura Hirofumi, afirmou que o estado de emergência deveria ser suspenso em etapas nas regiões onde houve eficácia confirmada em certa medida. Ele solicitou que o governo central apresentasse seus critérios de aplicação de medidas para evitar a propagação da Covid-19 conforme enunciado na legislação revisada.

O governador de Aomori, Mimura Shingo, afirmou que diversos negócios foram afetados pelo estado de emergência, e não apenas aqueles dentro das regiões alvo.

A Associação Nacional dos Governadores planeja organizar propostas de emergência para solicitar o apoio do governo central para empresas e trabalhadores, incluindo aqueles localizados fora das áreas englobadas pela declaração de emergência.