Chefe do comitê organizador de Tóquio se desculpa por declaração polêmica sobre mulheres

Após provocar forte repercussão nas redes sociais e chamar a atenção da imprensa internacional, o chefe do comitê organizador de Tóquio para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos se desculpou a respeito de uma polêmica declaração.

No entanto, Mori Yoshiro afirmou que não tem a intenção de renunciar ao cargo. Na quarta-feira, em encontro do corpo diretivo do comitê olímpico do Japão, ele afirmou que reuniões com a presença de mulheres se prolongam porque elas falam demais.

Na quinta-feira, ele procurou se desculpar, afirmando: “O que eu disse foi inadequado e vai contra o espírito dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Nesse sentido, me arrependo profundamente do que fiz. Gostaria de retirar minha declaração e pedir desculpas às pessoas que se incomodaram com o que eu disse.”

Diversos órgãos de imprensa internacionais comentaram o ocorrido. O jornal The New York Times afirma que a controvérsia é um fardo adicional para os organizadores, que já enfrentam aumento de custos e significativa oposição do público em relação aos Jogos deste ano.