Polícia chinesa confisca vacinas contra coronavírus falsas

A polícia chinesa disse ter prendido mais de 80 pessoas sob a suspeita de estarem produzindo e vendendo vacinas contra o coronavírus falsas.

Segundo reportagem da agência de notícias estatal Xinhua, a polícia fez uma batida em bases de produção localizadas em Pequim e nas províncias de Jiangsu e Shandong, e confiscou cerca de 3.000 doses de vacinas falsificadas.

Segundo informes, os suspeitos têm produzido vacinas usando soluções salinas desde setembro do ano passado e as vendido por altos preços.

O Global Times, jornal editado em inglês associado ao Partido Comunista da China, citou fontes dizendo que os suspeitos podem ter planejado levar as vacinas para fora do país.

Wang Wenbin, porta-voz do Ministério do Exterior, disse, em uma entrevista à imprensa na terça-feira, que o governo considera seriamente a segurança das vacinas e vai fazer valer a lei sobre a produção e venda de vacinas falsas.