Tóquio delineia novas medidas de contenção à pandemia

O governo metropolitano de Tóquio planeja tomar medidas adicionais contra o coronavírus visando melhorar os serviços de atendimento médico, os quais se encontram atualmente sobrecarregados, durante a extensão do estado de emergência.

Autoridades da capital japonesa delinearam as medidas na terça-feira, após o governo central ter decidido manter o estado de emergência para Tóquio e outras 9 províncias em vigor até 7 de março.

A meta é manter a média semanal de novas infecções diárias em um nível de 70% ou menos com relação à semana anterior.

Dados revelaram que a movimentação de pessoas nas regiões centrais da capital diminui durante a noite, mas que o número não cai durante o dia, chegando a aumentar durante o horário de almoço.

As autoridades irão pedir que as pessoas evitem sair às ruas durante o dia a não ser em casos essenciais.

Em resposta ao aparecimento de focos de infecção em instituições de cuidados médicos e em lares para idosos, o governo metropolitano planeja oferecer suporte financeiro para ajudar tais instituições a tomarem medidas contra infecções. Médicos e enfermeiros adicionais também serão realocados para os locais que necessitam assistência.

As autoridades também planejam conduzir testes em massa em casas de repouso para conter a disseminação do vírus entre idosos, que podem apresentar quadros graves da doença caso infectados.