Japão pede ajuda da UE para garantir entrega de vacinas para o coronavírus

O Japão solicitou à União Europeia por uma cooperação em seus esforços para garantir um suprimento estável de vacinas para o coronavírus produzidas pelo bloco.

Ministros do Japão e da UE realizaram uma videoconferência na segunda-feira. O encontro é realizado regularmente com base no Acordo de Parceria Econômica, o qual entrou em vigor em 2019.

No mês passado, a UE anunciou os controles de exportação para as vacinas contra a Covid-19 sendo produzidas dentro do bloco. Fabricantes que enviarem doses para mercados fora da União Europeia terão que declarar para onde as vacinas serão exportadas e obter autorização prévia.

Durante a reunião, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Motegi Toshimitsu, disse que ele gostaria que a medida não impactasse os suprimentos de vacina já planejados para serem enviados de países da UE ao Japão.

O Comissário de Comércio Europeu, Valdis Dombrovskis, expressou sua compreensão pela preocupação japonesa. Disse que, devido aos laços de amizade existentes, a UE fará todo o possível para garantir que as vacinas sejam entregues ao Japão com sucesso, conforme prometido no contrato feito com as fabricantes.