Conselho de Segurança da ONU realizará reunião extraordinária sobre golpe militar em Mianmar

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas deve realizar uma reunião de emergência nesta terça-feira para deliberar sobre uma resposta ao golpe militar em Mianmar.

Barbara Wood, enviada do Reino Unido na ONU e detentora do cargo rotatório de presidente do Conselho de Segurança no mês de fevereiro, deu entrevista a repórteres na segunda-feira. Ela criticou as Forças Armadas de Mianmar pela detenção da líder de fato do país, Aung San Suu Kyi, e de outros líderes políticos.

A enviada disse: “o ponto mais importante é que o Conselho de Segurança responda ao golpe e faça o seu melhor para tentar garantir a libertação daqueles que foram detidos e para ajudar Mianmar a voltar ao caminho da democracia”.

Diplomatas do Conselho de Segurança afirmam que os membros do conselho irão discutir a questão em reunião a portas fechadas, já que alguns dos estados-membros – os quais incluem a China – se opuseram a deliberações abertas. Também afirmam que os representantes irão realizar a reunião online devido a uma forte nevasca em Nova York, onde está localizada a sede das Nações Unidas.