Panasonic vai parar de fabricar células fotoelétricas

A Panasonic afirmou que vai parar de fabricar células fotoelétricas até o final do ano fiscal de 2021 como parte de seus esforços para deixar negócios deficitários para trás.

A gigante japonesa de eletrônicos fabrica o produto em suas instalações na Malásia e na província de Shimane, no oeste do Japão. Células fotoelétricas consistem de semicondutores que convertem luz em eletricidade, e são um componente-chave para a geração de energia solar.

A Panasonic herdou a pesquisa, desenvolvimento e produção de células fotoelétricas ao adquirir a Sanyo Electric, em 2011. A Sanyo atuava no ramo há mais de 40 anos.

Impulsionada pelo crescente interesse global em fontes de energia renováveis, a Panasonic expandiu o negócio e se tornou um dos principais nomes do mercado.

Contudo, a empresa perdeu sua fatia de mercado para fabricantes de baixo custo da China. A Panasonic vem registrando perdas desde o ano fiscal de 2016.

A empresa vai continuar a vender painéis solares que empregam células fotoelétricas fornecidas por outros fabricantes.

A Panasonic afirmou que manterá os níveis de emprego em sua fábrica em Shimane, onde outros aparelhos relacionados à geração de energia solar serão produzidos.