Equipe da OMS inspeciona mercado em Wuhan apontado como foco do coronavírus

Uma equipe de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) que se encontra na cidade chinesa de Wuhan visitou o mercado de pescados onde foi registrado o primeiro surto do novo coronavírus.

Formada por especialistas de vários países, incluindo o Japão, a equipe esteve no mercado na tarde de domingo. A visita fez parte de uma inspeção iniciada sexta-feira com o objetivo de identificar as origens da pandemia.

Autoridades sanitárias da China disseram que o vírus teve a sua origem em bancas nas quais são vendidos animais silvestres vivos.

A área do mercado, que é isolada por uma cerca com 3 metros de altura, foi fechada para a mídia estrangeira em janeiro do ano passado.

Antes, no domingo, a equipe da OMS esteve em outro mercado que o governo exibe como exemplo do sucesso inicial no combate ao vírus. O mercado começou a abastecer a população de alimentos em fevereiro, logo após o início do período de confinamento na cidade.

No sábado, os especialistas foram a uma exibição com mostras do que o governo apresenta como esforços bem sucedidos de contenção do contágio.

As autoridades chinesas parecem tentar justificar as medidas tomadas contra o coronavírus e a refutar críticas internacionais de que a sua resposta inicial teria sido lenta.