Aung San Suu Kyi teria sido detida em Mianmar

A líder Aung San Suu Kyi, de Mianmar, e outros dirigentes do partido governista do país teriam sido detidos em busca realizada cedo da manhã.

A agência de notícias Reuters cita como fonte da informação um porta-voz da Liga Nacional pela Democracia, segundo o qual o presidente de Mianmar, Win Myint, estaria entre os detidos. Jornalistas da agência ouviram o porta-voz em telefonema nesta segunda-feira.

O acesso à internet apresenta interrupções em Yangun, a maior cidade de Mianmar.

Em novembro, houve a última eleição para o Parlamento, que se realiza a cada cinco anos.

A Liga Nacional pela Democracia conquistou mais de 80% das vagas e a oposição, que tem ligações estreitas com o governo anterior encabeçado por militares, perdeu um grande número de cadeiras.

As Forças Armadas alegam que ocorreram irregularidades no pleito. Citaram, como exemplo, milhões de nomes duplicados no cadastro de eleitores. Exigem que o governo e a comissão eleitoral investiguem a questão e tomem medidas a respeito.

O Parlamento estava para iniciar seus trabalhos pela primeira vez desde a eleição, mas os militares emitiram nota na noite de domingo. A mensagem diz que o país não deve avançar à próxima etapa enquanto a situação permanecer como está.