Especialistas alertam que situação do coronavírus continua preocupante em Tóquio

Um painel de especialistas alerta que a situação do coronavírus em Tóquio continua extremamente preocupante, apesar da recente queda na média semanal de novos casos.

Os especialistas que aconselham o governo metropolitano de Tóquio sobre a resposta ao coronavírus se reuniram na quinta-feira para sua avaliação semanal das circunstâncias. O painel decidiu manter o alerta em seu nível mais alto, em uma escala que vai até quatro, tanto para a situação de infecções na capital quanto para a do sistema de saúde.

Segundo os especialistas, até quarta-feira a média de novos casos ao longo de sete dias em Tóquio havia caído para 1.015 em comparação com 1.471 nos sete dias anteriores e 1.699 há duas semanas.

Apesar disso, o alerta é de que a média de infecções em sete dias ainda permanece muito alta. Segundo o painel, a média atual é quase a mesma registrada em 6 de janeiro, dois dias antes do estado de emergência ter entrado em vigor em Tóquio.

Especialistas afirmam que a população não deve se descuidar e que é necessário continuar a tomar as devidas medidas preventivas, da forma mais rigorosa possível.

Também ressaltam que, apesar do número total de novas infecções em Tóquio ter começado a diminuir, a quantidade de casos entre pessoas com 65 anos ou mais não apresentou queda, e que pelo contrário, a porcentagem de casos nessa faixa etária em relação ao total vem registrando um aumento acentuado. Os especialistas dizem que pessoas idosas correm maior risco de desenvolver sintomas graves e que é essencial tomar medidas para prevenir infecções entre indivíduos desta faixa etária.

O painel afirmou, ainda, que o sistema médico de Tóquio se encontra sobrecarregado há muito tempo, e vem passando por um momento de crise, tanto em termos de cuidados com pacientes de Covid-19, quanto em relação a oferecer cuidados emergenciais a pacientes com outras enfermidades ou ferimentos.