Prefeitura de Nova York pretende encerrar contratos com firmas de Donald Trump

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, afirmou que a cidade vai encerrar contratos corporativos com as empresas do presidente americano Donald Trump. A decisão ocorre após a violenta invasão do Capitólio em Washington.

Em coletiva de imprensa realizada na quarta-feira, de Blasio citou a invasão do prédio do Capitólio por apoiadores de Trump como tendo sido incitada pelo próprio presidente.

O prefeito disse: “Trump não vai mais lucrar com o relacionamento que tem com a cidade de Nova York. A prefeitura não vai permitir que isso aconteça”.

A imprensa americana afirma que a Trump Organization possui contratos com a cidade de Nova York para a operação de pistas de patinação no gelo e de um carrossel no Central Park, em Manhattan, bem como de um campo de golfe no Bronx. Segundo estimativas, os contratos têm valor anual total de 17 milhões de dólares.

A empresa de Trump, por sua vez, refutou a decisão, afirmando que a prefeitura não tem o direito de encerrar os contratos.