Japão reforça medidas de quarentena em aeroportos e suspende entrada de estrangeiros

O governo japonês está reforçando as medidas de combate ao coronavírus para indivíduos que pretendem entrar no país.

Com este objetivo, o Japão suspendeu, em princípio, a entrada de todos os estrangeiros no país a partir desta quinta-feira.

Cidadãos japoneses e estrangeiros que residem no Japão têm permissão de entrar no país, mas serão solicitados a concordar cumprir medidas de autoisolamento.

É preciso que prometam não utilizar o sistema de transporte público e que fiquem em casa, ou em outras acomodações, por duas semanas após a chegada.

Também devem manter o registro de dados de localização obtidos por aparelhos de GPS em seus smartphones, e informar tais dados, caso sejam solicitados, aos centros de saúde pública ou a outras autoridades relevantes.

Os passageiros que não se comprometerem a cumprir essas condições serão solicitados pelas autoridades de quarentena a ficar em localidades designadas pelo governo por 14 dias.

Indivíduos que violarem o acordo podem ser mantidos em instituições designadas pelas autoridades de quarentena. Nome e nacionalidade podem ser divulgados. No caso de estrangeiros que violarem as regras, podem estar sujeitos a revogação de seu status de residente, bem como a ser deportados do Japão.