Região Metropolitana de Tóquio pede por medidas mais duras para combater o coronavírus

Os governadores de Tóquio e de suas três províncias vizinhas solicitaram ao governo central que adote medidas adicionais para conter a disseminação de infecções pelo coronavírus.

Na terça-feira, os governadores de Tóquio, Saitama, Chiba e Kanagawa realizaram uma reunião com autoridades de alto escalão do governo, dentre as quais estavam presentes o primeiro-ministro Suga Yoshihide e o ministro encarregado pela resposta ao coronavírus, Nishimura Yasutoshi. Ambos os lados concordaram que o governo nacional e as autoridades locais irão trabalhar juntos para melhor combater a pandemia.

Os governadores pediram ao governo central que adotasse restrições mais duras nos pontos de entrada ao país, de forma a evitar que novas variantes descobertas no exterior sejam trazidas para o Japão.

Também solicitaram que o governo central determinasse quais são as prioridades que devem ser seguidas pelos centros de saúde públicos para que possam alocar seus recursos de forma eficiente na luta contra o coronavírus. O ônus sobre tais centros aumenta cada vez mais conforme cresce rapidamente o número de casos de infecções, com alguns tendo decidido abandonar o procedimento de rastreamento da via de contágio em muitos dos casos.