Mais de 50 países se comprometem a cumprir meta de biodiversidade

Mais de 50 países se comprometeram a proteger pelo menos 30% das áreas terrestres e dos oceanos do planeta com o objetivo de promover a biodiversidade.

Na segunda-feira, líderes de todo o mundo discutiram medidas para preservar as cerca de um milhão de espécies de plantas e animais que estão à beira da extinção na reunião de cúpula "Um Planeta". A cimeira foi presidida pelo presidente da França Emmanuel Macron. Alguns líderes, como o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, e a chanceler alemã Angela Merkel, participaram por videoconferência.

Os dirigentes anunciaram que França, Japão e outros países têm como objetivo atingir esta meta até 2030. Eles esperam que um acordo sobre a meta seja assinado numa conferência das Nações Unidas que será realizada neste ano na China.

Atualmente, 15% da superfície terrestre e 7% dos oceanos estão protegidos. Segundo as autoridades, um aumento dessas áreas vai reduzir emissões de dióxido de carbono e levar à criação de novos empregos.

O ministro do Meio Ambiente do Japão, Koizumi Shinjiro, falou em vídeo durante uma reunião relacionada. Ele disse que o Japão está disposto a trabalhar com outros países para estabelecer uma meta ambiciosa e realista para o quadro de biodiversidade global pós-2020.