Premiê do Japão irá considerar expansão do estado de emergência

O primeiro-ministro do Japão Suga Yoshihide informou que irá considerar a expansão da declaração de estado de emergência para incluir algumas províncias do oeste do Japão.

Suga fez a declaração durante uma reunião entre membros do governo e da coalizão governista realizada nesta terça-feira. O governo japonês está se movendo na direção de declarar um estado de emergência adicional para as províncias de Osaka, Kyoto e Hyogo, possivelmente já na quarta-feira, em uma tentativa de conter o aumento no número de casos de coronavírus.

O premiê disse que, apesar de o governo central ter declarado na semana passada um estado de emergência para Tóquio e suas três províncias vizinhas, outras áreas, como Osaka, também estavam presenciando um aumento rápido no número de infecções. Suga disse que, dado este fato, vai começar a considerar a expansão da declaração do estado de emergência.

Suga disse ainda que o governo está tomando medidas que focam em metas específicas, com base nas experiências anteriores. Ele ressaltou sua intenção de conter as infecções em grande parte através de quatro medidas principais: pedir a bares e restaurantes que fechem até as 20:00 horas; solicitar que empresas incentivem o trabalho remoto e reduzam o número de funcionários presentes nos seus escritórios em 70%; pedir aos residentes que evitem sair depois das 20:00 horas, exceto quando for necessário; e limitar o número de espectadores em eventos.