China censura EUA por suspensão de restrições em relação a Taiwan

A China censurou os Estados Unidos por suspender as restrições autoimpostas em relação aos contatos entre autoridades americanas e suas contrapartes de Taiwan.

Zhao Lijian, porta-voz do Ministério do Exterior da China, disse, na segunda-feira, que a China não permitirá que qualquer pessoa ou força interrompa o processo de reunificação da China. Suas observações vêm após Mike Pompeo, secretário de Estado do governo americano, ter anunciado a mudança no sábado, dia 9 de janeiro.

Zhao disse que a questão de Taiwan continua sendo o assunto mais importante e delicado no âmago das relações sino-americanas. Ele exortou os Estados Unidos a parar de elevar as relações e os laços militares com Taiwan.

O Escritório de Assuntos Relacionados a Taiwan do Conselho de Estado da China disse que o governo chinês “vai tomar fortes contramedidas contra quaisquer conluios” entre os Estados Unidos e Taiwan.

Aparentemente, a China está cautelosa com a recente aproximação dos Estados Unidos com Taiwan. A embaixadora americana nas Nações Unidas, Kelly Craft, deverá visitar Taiwan na quarta-feira.