Apple retira o Parler de sua loja de aplicativos

A empresa de TI americana Apple anunciou a suspensão do aplicativo de rede social Parler, afirmando que o serviço não contava com medidas adequadas para prevenir a disseminação de publicações que incitam violência.

Em uma declaração, a Apple disse que “nós sempre apoiamos a representação de pontos de vista diversos na nossa loja de aplicativos, mas não há lugar para ameaças de violência ou atividades ilegais em nossa plataforma”.

O comunicado dizia ainda que “Parler não tomou medidas adequadas para lidar com a proliferação de tais ameaças à segurança das pessoas. Nós estamos retirando o Parler da App Store até que esses problemas sejam corrigidos”.

A gigante de TI Google também suspendeu a distribuição do Parler, declarando que o aplicativo representa uma ameaça iminente à sociedade.

A empresa afirma que os usuários do aplicativo continuaram postando mensagens que incitavam atos violentos.

A imprensa local reportou que o Parler é utilizado por muitos conservadores, os quais incluem apoiadores do presidente Donald Trump.

Afirmam que mensagens sobre a invasão do capitólio em Washington na quarta-feira também foram trocadas através da rede social. O incidente terminou com cinco pessoas mortas.