Estudo britânico aponta eficácia de medicamento japonês contra a Covid-19

Uma equipe de pesquisadores do Reino Unido afirma que um medicamento para artrite desenvolvido no Japão pode melhorar significativamente o índice de sobrevivência de pacientes da Covid-19 em estado crítico.

Pesquisadores do Imperial College, de Londres, e outros cientistas relataram suas descobertas feitas a partir de um experimento clínico realizado com o Actemra, medicamento para artrite reumatoide também comercializado com o nome de Tocilizumabe.

Eles concluíram que, enquanto a mortalidade foi de 35,8% em um grupo de controle composto de 400 pessoas, o índice caiu mais de sete pontos percentuais, sendo reduzido para 28%, em cerca de 350 pacientes aos quais foi ministrado o medicamento.

Os pesquisadores dizem que outro medicamento para artrite reumatoide também apresentou efeito semelhante.

O Actemra foi criado pela Universidade de Osaka e pela farmacêutica Chugai, ambas japonesas, entre outros responsáveis. A expectativa é de que seja capaz de ajudar a inibir uma reação excessiva do sistema imunológico.

O governo britânico diz, em seu site oficial, que incentiva o uso de medicamentos para pacientes da Covid-19 em tratamento intensivo.