Japão aprova o uso do medicamento remdesivir para casos moderados de Covid-19

O Japão decidiu pela ampliação do uso do remédio antiviral remdesivir para o tratamento de pacientes com casos moderados de Covid-19, em complemento aos pacientes apresentando sintomas mais graves.

O ministério encarregado pela Saúde do país concedeu em maio do ano passado a aprovação via tramitação acelerada para o remédio usado no tratamento de pacientes com coronavírus. Contudo o uso estava, a princípio, limitado a pacientes tratados com respiradores ou máquinas tipo ECMO para coração e pulmão.

O ministério declarou ter recebido dados de ensaios clínicos suplementares do fabricante do medicamento e confirmado a eficácia em pacientes além daqueles em condição mais séria.

O remédio remdesivir ficará agora disponível para o tratamento de pacientes com pneumonia apresentando sintomas moderados. Contudo, devido à escassez dos estoques no Japão, a droga será fornecida apenas para instituições de saúde que planejam o uso para pacientes em estado grave, pelo menos por enquanto.

A Organização Mundial da Saúde orientou contrariamente ao uso do remdesivir para pacientes hospitalizados com coronavírus em novembro do ano passado. Segundo a OMS, o medicamento não produz efeitos significativos na taxa de mortalidade ou no tempo necessário para uma melhora clínica.

Entretanto, segundo a pasta japonesa para a Saúde, as diretrizes do órgão não afetam a avaliação do medicamento pelo ministério.