Governo japonês avalia a possibilidade de estado de emergência para Osaka, Hyogo e Kyoto

O governo japonês vai analisar a taxa de novas infecções pelo coronavírus e outros índices para decidir se vai adicionalmente declarar estado de emergência nas províncias de Osaka, Hyogo e Kyoto, localizadas no oeste do país.

Os governadores das três províncias solicitaram no sábado ao governo que emitisse a declaração. Eles realizaram uma reunião virtual com Nishimura Yasutoshi, o ministro encarregado do combate ao coronavírus.

Nishimura disse que concorda com os governadores que a situação nas referidas regiões é extremamente séria. Ele pediu que eles requisitassem o fechamento de bares e restaurantes às 20h e que adotassem outras medidas já sendo efetuadas na grande Tóquio.

Autoridades do governo planejam avaliar os casos de infecção contabilizados diariamente, a taxa da população com diagnóstico positivo nos testes, além de outros indicadores para Osaka, Hyogo e Kyoto. Elas também vão monitorar a disponibilidade de leitos hospitalares antes de decidir sobre a declaração de um estado de emergência.

Entrou em vigor na sexta-feira um estado de emergência para Tóquio e as províncias vizinhas de Saitama, Chiba e Kanagawa. Além da redução do horário de funcionamento em bares e restaurantes, foi solicitado à população para que evitasse sair de casa após as 20h para atividades não essenciais, e às empresas foi solicitada uma redução de 70% no número de funcionários trabalhando de forma presencial.