Região Metropolitana de Tóquio anuncia medidas independentes de combate à Covid-19

Tóquio e as suas três províncias vizinhas decidiram implementar medidas emergenciais, tendo início na próxima sexta-feira e com duração até o final de janeiro, para restringir a movimentação das pessoas e assim conter o aumento no número de casos de coronavírus.

Durante uma conferência online realizada na segunda-feira, os governadores de Tóquio, Saitama, Chiba e Kanagawa concordaram em implementar suas próprias medidas independentemente da declaração do estado de emergência para a região por parte do governo central.

Tóquio e as três províncias irão pedir que seus residentes evitem fazer saídas desnecessárias após as 20:00 horas a partir da sexta-feira e até o final do mês.

Também irão pedir que estabelecimentos que servem bebidas alcoólicas fechem até as 20:00 horas e parem de servir álcool até as 19:00 horas por um período de quatro dias, começando na sexta-feira. Tais restrições passarão a valer para todos os estabelecimentos, independentemente se servem bebidas alcoólicas ou não, por um período de 20 dias, tendo início em 12 de janeiro e indo até o dia 31.

Tóquio e as três províncias irão implementar suas próprias metas para encorajar empresas a adotar o trabalho remoto completamente ou uma combinação de trabalho remoto com escala de trabalho presencial, além de pedir às companhias que apaguem seus letreiros mais cedo.

A governadora de Tóquio Koike Yuriko disse esperar que a metrópole e as três províncias trabalhem juntas para conter a movimentação das pessoas. Ela prometeu fazer um esforço máximo para cooperar com o governo central e com as municipalidades locais.