Grande desastre com terremoto e tsunami no Japão completa dez anos em março

O próximo mês de março marca a passagem, para a população japonesa, de dez anos desde que o Grande Terremoto do Leste do Japão devastou o nordeste e outras regiões do país.

O governo declarou que os esforços para reconstruir o que foi danificado pelo terremoto e tsunami estão praticamente concluídos.

Segundo o governo, a urbanização, a construção de moradias públicas para vítimas, a restauração de estradas litorâneas e outros serviços de infraestrutura estão perto de serem finalizados.

O governo planeja designar os próximos cinco anos, a partir de abril, como a segunda fase do processo de reconstrução e revitalização.

Nesta fase, de acordo com o governo, o foco será a saúde mental dos sobreviventes e a criação de comunidades para eles viverem.

Em áreas próximas da danificada usina nuclear Fukushima 1, o governo ainda está tentando lidar com diversos desafios.

Dentre os quais está como oferecer um ambiente com qualidade de vida para moradores de áreas onde ordens de evacuação foram suspensas, e como lidar com questões envolvendo zonas interditadas, onde a entrada de moradores ainda está praticamente proibida.

O governo também precisa lidar com os sempre crescentes volumes de refugos de água residual contendo trítio e outros materiais radioativos da usina nuclear.

Autoridades afirmam que pretendem rapidamente decidir como descartar a água e também como lidar com os receios sobre os recursos marinhos, enquanto a questão é coordenada com as partes interessadas.