Tóquio estuda medidas diante do acelerado aumento no contágio do coronavírus

O governo metropolitano de Tóquio cogita a adoção de medidas em resposta ao acelerado aumento recente no contágio do coronavírus na capital japonesa. Entre as medidas em estudo estaria uma solicitação ao governo nacional para que declare Estado de Emergência.

A metrópole registrou quinta-feira 1.337 novos casos — número sem precedentes, na primeira vez em que passou de mil o total correspondente a um único dia. Trata-se de um aumento de cerca de 400 novos casos em relação ao recorde anterior.

Passa agora de 60 mil o balanço de pessoas que foram diagnosticadas com a Covid-19 em Tóquio. O total superou a marca de 50 mil em 18 de dezembro e, em pouco menos de duas semanas, teve um incremento de 10 mil novos casos.

A quantidade de pacientes internados com o coronavírus na capital japonesa atingiu um nível inédito na quinta-feira. O número de pessoas com sintomas graves também foi o mais elevado desde o encerramento do Estado de Emergência nacional em maio.

Especialistas advertiram que uma contínua elevação nos números vai exercer pressão adicional sobre as instituições médico-hospitalares.

Autoridades do governo metropolitano pediram repetidas vezes à população que se abstenha de saídas para beber em grupo ou outros deslocamentos não essenciais, dando em vez disso preferência a um período tranquilo de feriados no lar. Aparentemente, porém, a recomendação não tem sido seguida da maneira pretendida.