Japão poderá estudar a possibilidade de declarar novamente Estado de Emergência

O ministro japonês encarregado da resposta à crise viral, Nishimura Yasutoshi, afirma que o governo poderá declarar mais uma vez Estado de Emergência se a propagação do coronavírus continuar a aumentar no país.

Também titular da pasta da Revitalização Econômica, Nishimura fez a declaração no Twitter na noite de quarta-feira. Afirmou que tal medida pode ser cogitada para proteger a vida da população. Disse que as infecções precisam ser contidas a qualquer custo.

O ministro reiterou o pedido de que a população passe o fim de ano e os feriados de Ano-Novo somente com familiares. Também pediu a quem viajar para a sua localidade de origem partindo de áreas onde o vírus esteja se disseminando que tenha muito cuidado ao se encontrar com familiares idosos. Especificamente recomendou que quem estiver em visita somente cumprimente os familiares na porta de casa, sem entrar na moradia.

Nishimura também reiterou o pedido de que a população evite se encontrar com pessoas que geralmente não fazem parte de seu cotidiano e que adie a visita anual a santuários e templos nos feriados do Ano-Novo.

Nas redes sociais, o médico Kutsuna Satoshi, do Centro Nacional de Saúde e Medicina Global, afirmou que os serviços médicos já entraram em colapso em Tóquio. Ele acrescentou que, com uma maior disseminação do coronavírus, será impossível salvar vidas da maneira normalmente viável.