Promotoria de Tóquio efetua buscas em escritórios de ex-ministro da Agricultura

A promotoria de Tóquio efetuou buscas nos escritórios do ex-ministro da Agricultura Yoshikawa Takamori por suspeita de ter recebido subornos de um ex-executivo corporativo enquanto atuava como ministro.

Yoshikawa assumiu o cargo ministerial em outubro de 2018, exercendo a função até setembro do ano passado.

Na sexta-feira, a promotoria realizou buscas em locais, como o escritório de Yoshikawa no prédio da Câmara Baixa, assim como seu escritório local, na cidade de Sapporo.

O político do Partido Liberal Democrático está enfrentando alegações de que ele aceitou dinheiro em espécie do ex-chefe da empresa produtora de ovos Akita Foods, com sede na província de Hiroshima, no valor total de cerca de 48 mil dólares.

Os promotores estão interrogando Yoshikawa e o ex-chefe da Akita Foods em caráter voluntário.

Fontes afirmam que o ex-chefe disse a pessoas próximas que estava consciente de que oferecer dinheiro era ilegal, mas que fez isso para o setor.

Yoshikawa teria admitido a pessoas próximas que tinha recebido o dinheiro. Ele apresentou renúncia como membro da Câmara Baixa na terça-feira.