Reino Unido e União Europeia chegam a um acordo comercial pós-Brexit

Os líderes do Reino Unido e da União Europeia disseram que chegaram a um acordo no que diz respeito às negociações comerciais pós-Brexit.

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, fizeram o anúncio, na quinta-feira, em entrevistas à imprensa realizadas separadamente.

Johnson disse que ambas as partes concluíram “o maior acordo comercial já realizado”. Acrescentou que o tratado de livre comércio “abrangente” protegerá empregos em todo o país e permitirá que produtos e componentes britânicos sejam vendidos sem tarifas no mercado da União Europeia.

Von der Leyen disse que foi “um longo e tortuoso caminho”, mas os dois lados firmaram “um bom tratado que mostrará resultados”. Ela chamou o acordo de “justo” e “equilibrado”.

A conclusão acontece faltando apenas sete dias para o prazo determinado para o fim do ano.

Segundo especialistas no assunto, a falta de um acordo poderia causar um golpe ainda maior às economias do Reino Unido e da União Europeia, que já se encontram abaladas com a expansão da pandemia do coronavírus.

O tratado evita tarifas que seriam impostas sobre produtos a serem comercializados entre o Reino Unido e a União Europeia a partir do primeiro dia do ano novo.

As negociações começaram no mês de março, após o Reino Unido ter saído da União Europeia em janeiro. Os últimos pontos que continuavam sem solução incluíam os direitos de pesca da União Europeia em águas britânicas.