Cápsula da sonda Hayabusa2 contém pedrinhas de cerca de um centímetro de tamanho

A Agência de Exploração Aeroespacial do Japão, ou Jaxa, disse que nas amostras coletadas por sua sonda de asteroide Hayabusa2 há algumas pedrinhas que medem cerca de um centímetro.

Os cientistas da Jaxa têm trabalhado para abrir o dispositivo de armazenamento de uma cápsula liberada pela Hayabusa2.

A cápsula, que contém amostras do distante asteroide Ryugu, aterrissou no deserto da Austrália no dia 6 de dezembro.

Em uma coletiva para a imprensa online, realizada na quinta-feira, cientistas da agência disseram ter constatado que havia várias amostras contendo pedrinhas com tamanho de cerca de um centímetro.

Acredita-se que as amostras tenham sido coletadas durante a segunda aterrissagem da sonda em Ryugu.

Anteriormente, os pesquisadores da Jaxa disseram ter encontrado diversas partículas arenosas dentro do dispositivo de armazenamento da cápsula e, que as partículas, cada uma com tamanho de vários milímetros, deveriam ter sido coletadas durante a primeira aterrissagem da sonda no asteroide.

Segundo os pesquisadores, as amostras da segunda aterrissagem parecem ser maiores do que aquelas obtidas na primeira, uma vez que a segunda foi projetada para coletar amostras do interior do asteroide.

A Jaxa planeja passar os próximos cerca de seis meses catalogando as amostras antes de divulgar uma análise detalhada das mesmas.