Ex-ministro da Agricultura do Japão teria admitido o recebimento de dinheiro em espécie

O ex-ministro da Agricultura, Silvicultura e Pesca do Japão Yoshikawa Takamori teria admitido o recebimento de dinheiro em espécie de um ex-empresário quando ainda estava no cargo, que ocupou de outubro de 2018 a setembro do ano passado.

O político do Partido Liberal Democrático é acusado de receber 5 milhões de ienes — o equivalente a 48 mil dólares — de um ex-presidente de uma grande granja produtora de ovos com sede em Fukuyama, cidade da província de Hiroshima.

O ex-empresário, que vinha exercendo lobby sobre legisladores do Parlamento do Japão e sobre o próprio Ministério da Agricultura com respeito a normas de avicultura e outras questões, encontrou-se com o político diversas vezes.

A Promotoria de Tóquio vem interrogando de forma voluntária o ex-empresário e funcionários da pasta, além do ex-ministro.

Segundo fontes ouvidas pela NHK, Yoshikawa admitiu este mês o recebimento de dinheiro do ex-empresário e expressou a pessoas próximas a intenção de relatar todos os fatos em depoimento à Promotoria.

O político renunciou terça-feira ao seu mandato de deputado na Câmara Baixa do Parlamento. Yoshikawa Takamori, que está hospitalizado em razão de uma enfermidade coronária, deverá ser submetido a cirurgia em breve.