Chuvas agravam risco de deslizamentos e inundações em amplas áreas do Japão

A Agência de Meteorologia do Japão alerta para o risco de deslizamentos de terra e inundações em razão de condições atmosféricas instáveis em grande parte do país.

Segundo o órgão, ar quente e úmido flui na direção de uma frente atmosférica e de um sistema de baixa pressão nas proximidades da Ilha de Honshu — a maior do Japão. Nuvens carregadas se formam principalmente na Região Oeste.

A localidade de Kushimoto, da província de Wakayama, registrou 95 milímetros de chuva entre as 8 horas e as 9 horas desta quinta-feira.

A cidade de Shimonoseki, da província de Yamaguchi, teve precipitação de 234 milímetros de chuva no período de 12 horas até as 5h30. Trata-se de um volume sem precedentes desde o início dos registros correspondentes à cidade pela Agência de Meteorologia.

Pancadas de chuva isoladas estão previstas para até sexta-feira principalmente na região oeste do Japão.

No norte e no sul de Kyushu poderá haver precipitação de 150 milímetros no período de 24 horas até a manhã de sexta-feira, enquanto na Região de Kinki poderá chover até 100 milímetros.

A população é solicitada a ter cautela diante do risco de deslizamentos de terra, inundações em áreas baixas, elevação do nível de rios, raios, rajadas de vento e granizo.