Otan reafirma apoio contínuo à Ucrânia em comunicado de reunião de cúpula

Em comunicado de reunião de cúpula, dirigentes dos países integrantes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) enfatizam a união entre os membros da aliança e reafirmam apoio contínuo à Ucrânia.

No texto aprovado quarta-feira na reunião de cúpula da Otan, em Washington, os dirigentes enfatizam união e solidariedade em face da invasão da Ucrânia pela Rússia. Declaram que estão “unidos por valores compartilhados: liberdade individual, direitos humanos, democracia e primado do direito”. Convergem para a necessidade de fortalecer o papel da Otan em apoio à Ucrânia e de coordenar o fornecimento de equipamento militar e o treinamento de soldados ucranianos.

A cada ano, desde o início da invasão russa, os países da Otan vêm fornecendo à Ucrânia cerca de 43 bilhões de dólares em ajuda militar. Decidiram manter o nível no próximo ano.

Além disso, os vários países integrantes da aliança confirmam esforços para fortalecer a sua indústria de defesa, observando que a munição está em vias de acabar nos campos de batalha ucranianos.

O comunicado diz que os dirigentes “condenam nos termos mais fortes possíveis” os ataques russos ao povo ucraniano, incluindo o realizado segunda-feira a um hospital infantil na capital da Ucrânia, Kiev. Exige que a Rússia cesse imediatamente os combates.