Inflação do atacado japonês acelera em junho

Estatísticas do Banco do Japão mostram que a inflação do atacado no país acelerou novamente em junho. A pressão sobre os preços continuou a aumentar, à medida que o governo reduziu subsídios de energia destinados a aliviar contas de gás e eletricidade.

Em avaliação preliminar, o Índice de Preços ao Produtor do banco central para o mês de junho subiu 2,9% em relação ao mesmo mês do ano anterior. O índice mede os preços que as empresas cobram umas das outras por bens e serviços.

Os números do banco ainda mostram que, devido à desvalorização da moeda japonesa, os preços de importação em termos de ienes subiram 9,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

As empresas devem continuar repassando maiores custos de matéria-prima aos preços de venda, o que leva à questão de até que ponto a alta no atacado afetará os preços ao consumidor.