Encontro de cúpula da Otan tem início em Washington

Líderes dos países membros da Otan iniciaram um encontro de cúpula em Washington. O evento acontece no momento em que a aliança comemora 75 anos de estabelecimento.

A reunião acontece de terça a quinta-feira desta semana. Os líderes deverão concordar com a importância da união entre os países membros da Otan e a necessidade de fornecer mais assistência à Ucrânia, em vista da invasão russa que continua no país.

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, fez um discurso, no qual disse: “A guerra da Rússia contra a Ucrânia é a maior crise de segurança em gerações”. Acrescentou: “O maior custo e o maior risco ocorrerão caso a Rússia vença no conflito com a Ucrânia. Não podemos deixar que isso aconteça”.

Segundo a Otan, é provável que haja um acordo sobre a necessidade de expandir o papel da aliança, para que ela possa coordenar a entrega de armas à Ucrânia e o fornecimento de sessões de treinamento para algumas tropas do país. Os membros também devem concordar em tomar medidas para garantir fundos, de forma a poder dar à Ucrânia mais assistência militar.

Enquanto isso, quatro parceiros da Otan da região do Indo-Pacífico — Japão, Coreia do Sul, Austrália e Nova Zelândia — estão programados para participar da reunião em Washington. As quatro nações deverão confirmar que expandirão a cooperação com a Otan na resposta às ameaças de ataques cibernéticos e desinformação, e em outras questões.