Japão pretende lançar programa de serviços médicos em navios na ocasião de desastres

O governo do Japão pretende lançar um programa de serviços médicos em navios para casos de grandes desastres.

O governo observa que medidas de contenção devem ser fortalecidas em antecipação a tais emergências, levando em conta as características geográficas do país e o fato do Japão estar cercado pelo oceano.

Na terça-feira (9), o primeiro-ministro Kishida Fumio instruiu os ministros relacionados na primeira reunião da força-tarefa para que rascunhem um plano detalhado até o final do ano. Kishida fez a observação de que barcos foram usados para transportar bens de socorro e abrigar sobreviventes temporariamente após o avassalador terremoto de 1º de janeiro na Península de Noto. Ainda acrescentou que o uso de barcos para a prestação de serviços médicos deve se tornar uma realidade.

O governo planeja a pôr o programa em prática no ano fiscal de 2025, que começa em abril do próximo ano, mantendo como opção o uso de balsas para automóveis vindas do setor privado.

O uso de barcos em casos de surtos de doenças infecciosas deve continuar a ser pauta de discussões, levando em consideração as lições aprendidas com a pandemia do coronavírus.