Superávit da conta corrente do Japão em maio atinge recorde

O Ministério das Finanças do Japão afirma que o superávit em conta corrente do país em maio atingiu um recorde para o referido mês.

O ganho ocorreu em meio a taxas de juros mais altas no exterior e ao iene enfraquecido que geraram aumentos na renda que as empresas obtêm com títulos estrangeiros.

O superávit foi de 2,85 trilhões de ienes, ou 17,7 bilhões de dólares. Isso representa uma alta superior a 41% no ano e o maior em maio desde 1985, quando dados comparáveis se tornaram disponíveis. O Japão tem registrado superávit por 16 meses consecutivos.

O superávit de renda primária chegou a 4,21 trilhões de ienes, ou 26 bilhões de dólares — um recorde para qualquer mês. Esse número inclui dividendos que as empresas japonesas recebem de subsidiárias no exterior, bem como a receita de juros sobre títulos.

O déficit comercial baixou para 1,11 trilhão de ienes, ou 6,9 bilhões de dólares, graças às fortes exportações de automóveis e equipamentos para fabricação de semicondutores.

Já a balança de serviços registrou um superávit de 2,3 bilhões de ienes, ou 14 milhões de dólares, ficando no azul pela primeira vez em dois meses.

Isso reflete um ganho na conta de viagens graças ao crescimento do número de turistas que visitam o Japão.