Filipinas e Japão confirmam cooperação mais estreita em questões de segurança

Os ministros das Relações Exteriores e da Defesa das Filipinas e do Japão concordaram em cooperar mais estreitamente para lidar com as situações que ocorrem nos mares da China Oriental e Meridional. As negociações ocorrem em meio às atitudes cada vez mais assertivas da China nessas águas.

O chanceler das Filipinas, Enrique Manalo, e o chefe da Defesa, Gilberto Teodoro, realizaram a chamada reunião “dois mais dois” com seus respectivos homólogos japoneses, Kamikawa Yoko e Kihara Minoru, na segunda-feira, em Manila.

Eles reafirmaram sua oposição às tentativas de forçar mudanças unilaterais no status quo nos mares da China Oriental e Meridional, aparentemente se referindo ao comportamento de Pequim.

O Japão expressou apoio aos esforços das Filipinas para resolver de forma pacífica os conflitos no Mar da China Meridional.

Em uma entrevista coletiva conjunta, o secretário de Relações Exteriores das Filipinas, Enrique Manalo, disse: “Reafirmamos nosso objetivo comum de garantir a paz e a estabilidade na região do Indo-Pacífico, promovendo o crescimento econômico regional e enfrentando os desafios crescentes e complexos na região e além”.

Por sua vez, a ministra dos Negócios Estrangeiros do Japão, Kamikawa Yoko, disse: “Confirmamos a cooperação na manutenção e no fortalecimento de uma ordem internacional livre e aberta baseada no Estado de Direito, promovendo a cooperação em defesa e tratando questões regionais e internacionais”.