Tempo perigosamente quente continua em amplas regiões do Japão

As autoridades meteorológicas japonesas estão pedindo às pessoas que fiquem em alerta máximo para o risco de insolação, já que o calor extremo continua em todo o Japão nesta segunda-feira.

A Agência de Meteorologia diz que as temperaturas no domingo subiram para 40 graus na cidade de Shizuoka, no centro do Japão. Foi a primeira vez que as temperaturas atingiram esse nível no país neste ano.

A agência espera que as temperaturas se aproximem de 40 graus em amplas regiões do oeste e leste do Japão.

Uma alta diurna de 39 graus está prevista para as cidades de Kumagaya e Chichibu, na província de Saitama. As projeções são de 38 graus para a cidade de Shizuoka, a cidade de Odawara na província de Kanagawa, a cidade de Maebashi na província de Gunma e a cidade de Tsuchiura na província de Ibaraki.

Prevê-se que a região central de Tóquio e a cidade de Nagoya tenham temperaturas máximas diurnas de 37 graus. É provável que, nas cidades de Kagoshima, Takamatsu e Tsu, os termômetros atinjam 36 graus.

A agência e o Ministério do Meio Ambiente emitiram alertas de insolação para 24 províncias, incluindo Tóquio, desde a região de Kanto até Okinawa. Autoridades dizem que altas temperaturas e níveis de umidade elevados aumentarão drasticamente o risco de insolação.

As pessoas são incentivadas a usar o ar condicionado de forma adequada e a se manterem hidratadas mesmo quando não estiverem com sede.

As famílias são aconselhadas a prestar atenção especial aos idosos e às crianças, mais vulneráveis à insolação. É provável que a insolação tenha sido a causa da morte de vários idosos que estavam fazendo atividades agrícolas submetidos a calor extremo.