Japão e Camboja concordam em cooperar na remoção de minas terrestres na Ucrânia

Japão e Camboja chegaram a um acordo para trabalhar juntos na remoção de minas terrestres na Ucrânia e em outros países.

O acordo foi feito quando a ministra dos Negócios Estrangeiros do Japão, Kamikawa Yoko, se reuniu com o vice-primeiro-ministro e ministro das Relações Exteriores do Camboja, Sok Chenda Sophea, durante visita ao país do sudeste asiático no sábado.

Os ministros anunciaram a iniciativa de cooperação bilateral para remoção de minas terrestres em outros países, incluindo a Ucrânia, com base nos anos de experiência do Japão na remoção de dispositivos explosivos no Camboja.

As medidas específicas incluem a criação de uma equipe internacional para medidas contra minas terrestres no Camboja. O desenvolvimento de equipamentos de remoção dos artefatos explosivos deve ser feito em conjunto com empresas privadas usando inteligência artificial e outras tecnologias de ponta.

Em entrevista coletiva conjunta, Kamikawa disse que as minas terrestres continuam vitimando pessoas em todo o mundo.

A chanceler disse que o Japão tem ajudado nos esforços do Camboja para se livrar das minas terrestres por muitos anos, e que os dois países podem trabalhar juntos com base nas técnicas e conhecimentos acumulados nesses esforços.

Os dois ministros também concordaram em cooperar na construção de sistemas de água e esgoto, e infraestrutura de telecomunicações, incluindo redes de telefonia celular 5G, assim como nos setores de segurança cibernética no Camboja.

O Japão planeja contribuir para o desenvolvimento de um porto cambojano como base logística na região.