PIB do Japão encolheu mais do que o estimado no trimestre de janeiro a março

Funcionários governamentais do Japão afirmaram que a economia do país enfraqueceu mais do que se pensava inicialmente no trimestre de janeiro a março. Segundo eles, dados corrigidos dos pedidos de construção os levaram a revisar o Produto Interno Bruto (PIB) para baixo.

Funcionários do Escritório do Gabinete declararam que a economia encolheu 2,9% em termos anualizados, ajustados pela inflação, em relação ao trimestre anterior. Trata-se de um recuo em relação à estimativa anterior de uma contração de 1,8%.

A mudança ocorre depois que o Ministério dos Transportes, Infraestrutura e Turismo forneceu novos dados para contratos de construção.

O PIB revisado reflete que os investimentos públicos encolheram 1,9% em relação ao trimestre anterior. Isso significa uma forte reviravolta em relação à estimativa anterior, que era de crescimento de 3%.

Investimentos em habitação também foram revisados para menos 2,9%.

Já o consumo privado recuou pelo quarto trimestre consecutivo. Funcionários do governo esperam que mais aumentos salariais e cortes recentes de impostos possam impulsionar os gastos.