Entidade de auxílio afirma que famílias de baixa renda precisam de apoio durante férias escolares de verão no Japão

Uma pesquisa revelou que muitas famílias de baixa renda desejam férias de verão mais curtas para seus filhos devido ao orçamento apertado em meio a aumentos contínuos de preços.

A entidade Kidsdoor, uma organização sem fins lucrativos cuja missão é combater a pobreza infantil, realizou a pesquisa em maio e junho com mais de 1.800 famílias de baixa renda com crianças.

Entre os que responderam ao levantamento, 98% afirmaram que os aumentos de preços estavam tornando suas vidas “mais difíceis”, sendo que 77% responderam “muito mais difícil” em comparação com o ano anterior.

Também entre os que responderam à pesquisa, 13% declararam não querer férias escolares e 47% querem pausas mais curtas. Em relação aos motivos, eles justificaram com a necessidade de mais despesas quando as crianças estão em casa, e que mais tempo e trabalho são necessários para preparar o almoço. Eles também afirmam que não dispõem de condição financeira capaz de oferecer aos filhos qualquer experiência especial de verão.

A Kidsdoor informou que planeja apresentar uma proposta emergencial ao governo para solicitar auxílio em dinheiro para famílias de baixa renda garantirem alimentação suficiente. Também solicitará medidas para reduzir as diferenças nas experiências de verão entre as crianças de famílias de baixa renda e as de famílias de renda média.