Japão e Filipinas compartilharão créditos de carbono cortando metano do cultivo de arroz

O Japão e as Filipinas concordaram em compartilhar créditos de carbono cortando as emissões de metano dos arrozais nas Filipinas, com o uso da tecnologia japonesa.

O Ministério da Agricultura, Silvicultura e Pesca do Japão anunciou, na sexta-feira, que concordou com as Filipinas sobre os detalhes do projeto. Diz que o Japão fornecerá tecnologia para drenar regularmente os arrozais e expor o solo ao oxigênio, a fim de suprimir as funções das bactérias produtoras de metano.

Os arrozais seriam responsáveis por 48% das emissões de gases de efeito estufa oriundos das terras agrícolas do mundo. Acredita-se que o metano seja o principal responsável.

Espera-se que a técnica, conhecida como umedecimento e secagem alternados, reduza as emissões de metano em cerca de 35%, enquanto aumenta o rendimento da colheita em mais de 20%.

O Japão e as Filipinas irão compartilhar os créditos dos cortes de emissões sob uma estrutura denominada Mecanismo de Crédito Conjunto.

O Japão já ofereceu tecnologia de energia renovável a países parceiros, sob esse sistema bilateral de compartilhamento de crédito. Contudo, o ministério afirma que o projeto com as Filipinas será o primeiro no campo da agricultura.