Quatro morrem ao subir o Monte Fuji antes do início da temporada de alpinismo e escalada

Autoridades japonesas têm alertado as pessoas a não subirem o Monte Fuji antes que seja seguro fazê-lo. Quatro pessoas morreram no local, embora as trilhas ainda estejam fechadas para a prática de alpinismo e escalada.

Na manhã do último domingo, a polícia atendeu a uma chamada de uma moradora de Tóquio que não havia conseguido entrar em contato com seu marido de 53 anos depois que ele foi escalar o Monte Fuji. A polícia iniciou uma busca e descobriu três pessoas em estado de parada cardíaca nas proximidades da cratera no lado sul do pico. Os alpinistas foram encontrados em locais diferentes. A polícia trabalha para identificá-los e determinar como eles morreram.

No lado norte, um homem de 38 anos desmaiou e permaneceu inconsciente. Ele foi levado até um hospital, onde teve a morte confirmada.

As três trilhas da província de Shizuoka e uma da província de Yamanashi só abrem para a temporada de alpinismo e escalada em julho. No entanto, isso não impede que algumas pessoas subam a montanha.

Nesta época do ano, as temperaturas mínimas noturnas no pico caem abaixo de zero em alguns dias e há manchas de neve.

Autoridades provinciais de Shizuoka verificam e realizam reparos em suas trilhas de escalada antes do início da temporada. Contudo, o trabalho de manutenção adequado não pode ser feito quando as trilhas estão fechadas. Muitos alojamentos não se encontram abertos, assim como os postos de socorro.

Segundo autoridades, escalar as trilhas fora da temporada é perigoso. Elas instam as pessoas para não tentarem subir o Monte Fuji nesta época do ano.